Max Schachmann conquista a terceira vitória e amplia a liderança no estágio quatro da Vuelta al País Vasco 2019

Schachmann agora tem uma vantagem de 51 segundos na CG sobre Patrick Konrad

Max Schachmann (Bora-Hansgrohe) conseguiu três vitórias em quatro etapas na Vuelta al País Vasco 2019, superando um grupo seleto formado por Adam Yates (Mitchelton-Scott), Jakob Fuglsang (Astana) e Tadej Pogačar (Emirados Árabes Unidos) que atacaram na subida final categorizada.

Schachmann ampliou sua liderança na CG com uma vantagem de 51 segundos sobre o companheiro de equipe Patrick Konrad em segundo lugar.

Pogačar continuou empurrando nos poucos quilômetros finais, com Schachmann permanecendo nas rodas até vir ao redor dele nas últimas centenas de metros antes da linha para ganhar a etapa.

Schachmann enfrenta outra difícil batalha para manter a liderança amanhã, com o penúltimo dia de corridas apresentando uma série de subidas de primeira e terceira categoria.

Julian Alaphilippe falhou no início hoje depois de cair no terceiro estágio, quando ficou em segundo lugar, a cinco segundos na CG. Michał Kwiatkowski abandonou depois de 74 km de estágio, seguindo alguns quilômetros depois por Nicolas Roche, que sofria depois de um acidente.

A quarta etapa foi disputada em condições úmidas, com 163,6 km de corrida de Vitoria-Gasteiz para Arrigorriaga, nos arredores de Bilbao.

A etapa começou com duas subidas curtas da terceira categoria para Campa Hafade e Garate, antes da primeira subida da categoria para Bikoitz Gane, com 5,2 km de comprimento.

A principal fuga do dia incluiu sete ciclistas: Carlos Verona (Movistar), Stevie Williams (Bahrain-Mérida), Maxime Monfort (Lotto-Soudal), Tsgabu Grmay (Mitchelton-Scott), Alessandro De Marchi (CCC), Michael Storer (Team Sunweb) e Mikel Iturria (Euskadi País Basco – Murias).

Ataques dos favoritos da CG eram esperados até Bikoitz Gane, mas nenhum veio quando as condições pioraram. De Marchi e Verona foram os dois únicos a sobreviver desde a fuga até Bikoitz Gane, e acabaram sendo derrotados pelo pelotão com 14 km restantes, antes do pelotão subir a terceira montanha categorizada final.

Foi na escalada da terceira categoria para Zaratamo, onde Adam Yates lançou seu ataque. Pogačar, Schachmann e Fuglsang todos seguiram e o grupo de quatro trabalhou juntos até o final, tirando uma vantagem de nove segundos sobre o pelotão.

 

Vuelta al País Vasco 2019 – 4ª etapa: de Vitoria-Gasteiz para Arrigorriaga (163.6km)

  1. Maximilian Schachmann (Ger) Bora-Hansgrohe, em 4-03-55
  2. Tadej Pogačar (Slo) UAE Team Emirates, mt
  3. Jakob Fuglsang (Den) Astana Pro Team, 1”
  4. Adam Yates (GBr) Mitchelton-Scott, mt
  5. Marc Hirschi (Sui) Team Sunweb, 9”
  6. Emanuel Buchmann (Ger) Bora-Hansgrohe
  7. Patrick Konrad (Aut) Bora-Hansgrohe
  8. Ion Izagirre (Esp) Astana Pro Team
  9. Valentin Madouas (Fra) Groupama-FDJ
  10. Bjorg Lambrecht (Bel) Lotto Soudal, todos ao mesmo tempo

 

Classificação geral após a 4ª etapa

  1. Maximilian Schachmann (Ger) Bora-Hansgrohe, 12h38’16”
  2. Patrick Konrad (Aut) Bora-Hansgrohe, 51”

3.Ion Izagirre (Esp) Astana Pro Team, 52”

  1. Daniel Martinez (Col) EF Education First, 1’07”
  2. Daniel Martin (Irl) UAE Team Emirates, 1’08”
  3. Emanuel Buchmann (Ger) Bora-Hansgrohe, 1’10”
  4. Jakob Fuglsang (Den) Astana Pro Team, 1’24”
  5. Dylan Teuns (Bel) Bahrain-Merida, 1’30”
  6. Mikel Landa (Esp) Movistar, 1’35”
  7. Sergio Henao (Col) UAE Team Emirates, 1’41”

 

Deixe seu comentário

Comentários

Chris Anderson

R&D da LIKE bikes, ciclista e mecânico de bicicletas.