Julian Alaphilippe vence a segunda etapa da Vuelta al País Vasco 2019 com facilidade

A temporada impecável do francês continua enquanto Adam Yates perde tempo

Julian Alaphilippe continua sua temporada impecável ao vencer a segunda etapa da Vuelta al País Vasco.

O ciclista da Deceuninck – Quick-Step aproveitou a oportunidade em um dia perfeitamente adequado para suas habilidades de escalada.

No imprevisível estágio de abertura, que incluía estradas de cascalho e escaladas precoces, Alaphillippe abriu seu sprint perfeitamente na curta subida para ganhar uma vitória fácil.

A única grande ação classificatória veio nos 20 km finais, com Adam Yates (Mitchelton-Scott) sofrendo um problema mecânico que resultou na perda de mais de um minuto.

O líder da corrida Maximilian Schachmann garantiu mais um dia no topo, terminando no grupo da frente.

Após o contra relógio na primeira fase, o segundo dia viu uma corrida de 149 km, de Zumarraga, perto da costa norte, até Gorraiz, nos arredores de Pamplona, ​​mais para o interior.

A etaoa começou com uma subida não classificada, antes de uma longa descida ao pé da primeira subida categorizada do dia, Olbaberria.

Com 1,6 km de comprimento e uma média de 7,5%, a escalada da terceira categoria suavizou o pelotão antes da subida oficial final, Lizarrusti, de 6,4 km a 4,7%.

Com as escaladas categorizadas a apenas 40 km de distância, os ciclistas enfrentaram um percurso implacável e ondulante nos 100 km finais, com algumas surpresas ao longo do caminho.

O percurso também contou com quase 5km de trechos não pavimentadas, que dificilmente abalariam a corrida em si, mas ameaçaram mudar a dinâmica para a final.

Finalmente, era provável que o dia fosse decidido nos últimos quilômetros, com uma seção plana falsa de 1 km de comprimento levando a uma subida brutal de 600 metros até a linha de 8,1%.

O dia da separação foi claro cedo, formado por quatro pilotos.

Darwin Atapuma (Cofidis), Julien Bernard (Trek-Segafredo), Julen Amezqueta (Caja Rural-Seguros RGA) e Garikoitz Bravo (Euskadi) formaram a primeira fuga do dia e estenderam sua vantagem a quase três minutos, antes que o pelotão começasse agir.

A Bora-Hansgrohe controlou o ritmo durante grande parte do dia, com Maximilian Schachmann a segurar a camisa amarela do líder após a sua vitória no TT.

A fuga foi anulada muito cedo, com cerca de 50 km da linha, quando o pelotão fixou sua atenção na final.

O ritmo do terceiro round do percurso foi rápido, já que as equipes da CG tentaram testar umas as outras na esperança de criar falhas na final.

Mas a única grande baixa da ação foi Adam Yates (Mitchelton-Scott), que caiu para trás com os companheiros de equipe depois de sofrer uma pane mecânica nos 20 km finais.

Depois de trocar a bicicleta com um companheiro de equipe, Yates formou parte de um grande grupo de caçadores que estava 50 segundos atrás, enquanto a Astana liderava o ritmo na frente.

Quando a corrida atingiu os 5 km finais, a Astana continuou a liderar com o Team Sky e Bora-Hansgrohe também segurando a cabeça do pelotão.

Alaphilippe, Michał Kwiatkowski (Team Sky) e Schachmann estavam entre os favoritos, mostrando suas intenções na final.

A Bora foi a primeira a atacar quando a corrida chegou à última parte íngreme, com Schachmann disparando para a frente mais cedo.

Mas foi Bjorg Lambrecht (Lotto-Soudal), que parecia poder estragar o dia para os favoritos, lançando-se depois de Schachmann e passando rapidamente pelo alemão.

Lambrecht anulou uma brecha significativa, mas pareceu ter julgado mal a distância até a linha, com Alaphilippe rapidamente se impondo.

No último turno, Alaphilippe passou por Lambrecht e partiu para outra vitória sem esforço.

O ataque inicial falhado de Schachmann ainda o fez terminar entre os dez primeiros e garantiu a ele outro dia na camisa do líder da corrida.

Yates subiu para o final, mas não conseguiu recuperar o tempo perdido, terminando com 1’10” de desvantagem para Alaphilippe.

Amanhã (10/04) a etapa será de 184km entre Sarriguren e Estibaliz.

Vuelta al País Vasco, 3ª etapa: Sarriguren - Estibaliz / 191,4 Km.

 

Classificação da 2ª etapa da Vuelta al País Vasco 2019: Zumarraga para Gorraiz (149.5km)

1.Julian Alaphilippe (Fra) Deceuninck – Quick-Step, in 3-29-37

2.Bjorg Lambrecht (Bel) Lotto-Soudal, at 1 second

  1. Michał Kwiatkowski (Pol) Team Sky
  2. Omar Fraile (Esp) Astana
  3. Valentin Madouas (Fra) Groupama-FDJ
  4. Maximilian Schachmann (Ger) Bora-Hansgrohe
  5. Patrick Konrad (Aut) Bora-Hansgrohe
  6. Ion Izagirre( Esp) Astana
  7. Tadej Pogačar (Slo) UAE Team Emirates
  8. Pieter Serry (Bel) Deceuninck – Quick-Step, all at same time

 

Classificação após 2ª etapa da Vuelta al País Vasco 2019

  1. Maximilian Schachmann (Ger) Bora-Hansgrohe, in 3-36-44
  2. Julian Alaphilippe (Fra) Deceuninck – Quick-Step, at 5s
  3. Michal Kwiatkowski (Pol) Team Sky, at 10s
  4. Daniel Martinez (Col) EF Education First, at 18s
  5. Ion Izagirre (Esp) Astana Pro Team, at 23s
  6. Patrick Konrad (Aut) Bora-Hansgrohe, at same time
  7. Enric Mas (Esp) Deceuninck – Quick-Step, at 28s
  8. Dylan Teuns (Bel) Bahrain-Merida, at 36s
  9. Daniel Martin (Irl) UAE Team Emirates, at 39s,
  10. Emanuel Buchmann (Ger) Bora-Hansgrohe, at 41s

Deixe seu comentário

Comentários

Chris Anderson

R&D da LIKE bikes, ciclista e mecânico de bicicletas.